sábado, 22 de outubro de 2011

Verbos - conjugações


verbos
Conjugações


Ao conjunto ordenado das flexões dos verbos em todos os seus modos, tempos, pessoas e números chamamos conjugação verbal.
Os verbos portugueses agrupam-se em três conjugações:
   1.ª conjugação - verbos cujos infinitivos terminam em -ar;
   2.ª conjugação - verbos cujos infinitivos terminam em -er;
   3.ª conjugação - verbos cujos infinitivos terminam em -ir.
Os verbos terminados em - or (como pôr e compor) são considerados da 2.ª conjugação.

Conjugar verbos nem sempre é fácil...
e por isso aqui vos deixo uma pequena ajuda... Clica aqui
O site Conjuga-me conjuga o verbo que desejares nos mais comuns tempos verbais, basta escrever o verbo e clicar no botão conjugar.

...

O que é o Conjuga-me ?
Conjuga-me é uma ferramenta para conjugar verbos da língua Portuguesa. Partindo do infinitivo de um verbo faz a conjugação verbal de verbos regulares e irregulares.

Verbos




Tempos Verbais 
Tomando-se como referência o momento em que se fala, a ação expressa pelo verbo pode ocorrer em diversos tempos. 


Presente - Expressa um facto atual. Por exemplo: "Eu estudoneste colégio."

Pretérito Imperfeito - Expressa um facto ocorrido num momento anterior ao atual mas que não foi completamente terminado. Por exemplo: "Ele estudava as lições quando foi interrompido."

Pretérito Perfeito  - Expressa um facto ocorrido num momento anterior ao atual e que foi totalmente terminado.Por exemplo: "Ele estudou as lições ontem à noite."

Futuro   - Enuncia um facto que deve ocorrer num tempo vindouro com relação ao momento atual.Por exemplo: "Ele estudará as lições amanhã."


quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Atividade com o Cartão Postal


CARTÃO - POSTAL 







• O trabalho com cartão-postal possibilita aos alunos lerem e conversarem sobre 
outro tipo de correspondência, que não seja bilhetes convites e cartas, 
geralmente os mais utilizados em sala de aula.
  
• A produção de um cartão-postal passa pelas mesmas condições de produção de 
um bilhete, convite ou carta. A diferença está no fato de o cartão-postal trazer 
uma imagem, que em função da escolha, já determina, em parte, a imagem que o 
locutor tem do seu interlocutor. 


• É importante que o professor ajude os alunos a perceberem que quem envia um 
cartão-postal, escolhe-o de acordo com o que mais lhe chamou atenção naquele 
local visitado e, de certa forma, deseja que seu interlocutor também o aprecie.   



• O cartão-postal tem, na maioria das vezes, uma formatação padrão, ou seja, no 
verso da imagem, o espaço é dividido em duas colunas: a coluna da esquerda é 
ocupada pela mensagem do remetente e a da direita,  com o endereço do 
destinatário. É importante que os alunos saibam como preencher esses espaços.    


Podes começar a praticar:


Agora  podem pensar em alguém da sala que gostariam de ter enviado um cartão nas férias.Podem criar o teu próprio postal, na parte da frente  desenham uma paisagem ou um momento das férias e no verso escrevem um pequeno texto, contando sobre as férias a um amigo.



A pele


A Pele
É o maior órgão dos sentidos.
É constituída por duas camadas:
®            a epiderme (camada exterior)
®              a derme (camada interior)
Tem como funções: 
proteger o corpo do meio exterior (raios solares, infeções)e detetar a temperatura e a dor.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Os nossos músculos



Todos nós corremos, saltamos, esticamos os braços, isto é, movemo-nos.
São os músculos que, juntamente com os ossos, tornam possível o movimento.

Os músculos estão ligados aos ossos por cordões esbranquiçados chamados tendões.
No nosso corpo existem mais de 600 músculos que envolvem e servem de suporte ao esqueleto.



Existem dois tipos de músculos os voluntários e os involuntários.

Os músculos voluntários são os músculos que nós podemos controlar, isto é movem-se quando nós queremos.

Os músculos involuntários são os músculos que nós não controlamos, eles não dependem da nossa vontade, como por exemplo: coração, intestinos, estômago…

Existem músculos que se ligam aos ossos e músculos que se ligam à pele são os que nos permitem sorrir,chorar,piscar o olho...


FUNÇÕES DOS MÚSCULOS

Os músculos têm duas funções: permitem o movimento das articulações (do corpo);
servem de suporte (suportam-nos na posição vertical).



HIGIENE DOS MÚSCULOS
Devemos fazer ginástica, desporto, andar para que os músculos tenham: mais agilidade, sejam forte, e resistam à fadiga.
Quanto mais os músculos trabalharem mais fortes ficam e mais se desenvolvem. Os músculos que não é usados ficam moles e fracos.

Para termos os músculos saudáveis é preciso também fazermos uma alimentação saudável rica em peixe, leite, fruta e vegetais.

Devemos manter uma posição correcta, quando estamos sentados e quando estamos de pé.
Quando fazemos exercícios violentos ou esforços exagerados podemos provocar lesões musculares. As lesões musculares mais comuns são: cansaço muscular, rupturas , distensões e caimbras.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Cartão-postal

Hoje iniciámos a escrita no nosso livro "Escreve o teu livro"... 


Tenho a certeza que vamos ter escritores!
Gostei da criatividade de alguns e aposto que outros se vão empenhar mais nas próximas atividades de escrita.
Começámos com a escrita de um postal...

cartão-postal é uma simplificação da carta. Trata-se de um pequeno retângulo de papelão fino, com a intenção de circular pelo Correio sem envelope, tendo uma das faces destinada ao endereço do destinatário, postagem do selo, mensagem do remetente e na outra alguma imagem.
A vantagem dos postais, como também são conhecidos, é o porte de valor inferior ao das cartas comuns e a dispensa do uso do envelope tornava a correspondência mais fácil e mais barata.
Os primeiros cartões-postais emitidos (hoje conhecidos como inteiros–postais) eram de monopólio oficial e já vinha selados. Com o decorrer dos anos outros países passaram a autorizar as indústrias a imprimirem cartões-postais para circularem pelos correios depois de serem devidamente selados no valor do porte fixado.

 
Correspondência Postal - compreende as cartas, os bilhetes postais, os impressos, os pacotes postais e os cecogramas. São considerados objectos postais tudo o que for transportado pelo carteiro e não pertença a nenhuma das categorias já referidas anteriormente, o percurso que o carteiro faz pelas ruas das cidades, das vilas ou das aldeias, chama-se Giro.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Estudar - O esqueleto


Orientações:

bullet
Terás  que  registar  a  informação  no  caderno  ou  numa  folha  e  depois passá-la para o processador de texto ( Word ).

bullet
De  seguida,  deverás  imprimir  essa  informação e estudá-la...

Tarefa:

Tens uma tarefa a cumprir !!
O   desafio   que   te   é   lançado,  é   o  de  assumires  o  papel  de  um verdadeiro médico, tendo que responder a questões e/ou encontrar soluções.

                Médico que trata do Ossos - Esqueleto

Não te deves esquecer do papel que estás a desempenhar, por isso,       deves responder às questões de forma a que os teus colegas te percebam.
 

As questões que tens de responder são as seguintes:
- Para que servem os ossos?
- Como é composto o esqueleto ?
- Como é que os ossos se adaptam uns aos outros?


Bom trabalho!

Os ossos do Corpo Humano.


O  corpo  humano  é   como   uma   máquina,  sempre   em   movimento,  em que cada parte   desempenha   uma   função   indispensável.   
O   nosso   corpo    é   muito  complexo,  muito   mais  complexo   do   que   nos parece   à    primeira    vista.  Conhecer   este   corpo,  saber   o   que   esconde  " debaixo   da  pele "  significa conhecermo-nos a nós próprios.



Clica aqui e aprende mais um pouco sobre os nossos ossos...

O Esqueleto


titulo2.jpg (6396 bytes)                
   
    A função mais importante do esqueleto é sustentar a totalidade do corpo e dar-lhe forma.
    Torna possível a locomoção ao fornecer ao organismo material duro e consistente, que sustenta os tecidos brandos contra a força da gravidade e onde estão inseridos os músculos, que lhe permitem erguer-se do chão e mover-se sobre sua superfície.
    O sistema ósseo também protege os órgãos internos (cérebro, pulmões, coração) dos traumatismos do exterior.
    O esqueleto é composto por ossos, ligamentos e tendões. O esqueleto humano é formado por 203 ou 204 ossos e se divide em cabeça, tronco e membros. Na face os ossos são: maxilares, zigomáticos, nasais, e a mandíbula, único osso móvel da cabeça que serve para a mastigação. Em continuação do crânio está a coluna vertebral que é formada pelas vértebras.    
    As vértebras são uma série de anéis colocados sobretudo de maneira que o orifício central de cada uma corresponda com o do superior e o do inferior, de tal maneira que no centro da coluna vertebral existe uma espécie de conduto, pelo qual passa a medula espinal, órgão nervoso de fundamental importância. A articulação que se interpõe entre uma vértebra e a vértebra seguinte permite a mobilidade de toda a coluna vertebral, garantindo a esta a máxima resistência aos traumas. Entre uma vértebra e outra existem os discos cartilaginosos que servem para aumentar a elasticidade do conjunto e atenuar os efeitos de eventuais lições. As vértebras são 33 e não são todas iguais; as inferiores tem maior tamanho porque devem ser mais resistentes para realizar um trabalho maior. As primeiras 7 (sete) vértebras se denominam cervicais; a primeira se chama atlas e a segunda áxis. Em continuação das cervicais estão 12 vértebras dorsais que continuam através das costelas e se unem ao esterno, fechando a caixa torácica mediante as cartilagens costais, protegendo os órgãos contidos no tórax: coração, pulmões, brônquios, esófago e grandes vasos. A coluna vertebral continua com as 5 vértebras lombares. A estas, seguem-se outras 5 vértebras soldadas entre si, que formam o osso sacro e, por último, as 4 ou 5 rudimentarias, quase sempre soldadas entre si, que tomam o nome de cóccix ou osso caudal.                                                                                          
                                                                                     Sistema Ósseo
    
    Os ossos dos membros superiores começam com o ombro formado pela cintura escapular, de forma triangular, plana, e pela clavícula situada em frente da anterior, que é longa e curvada. A articulação do ombro é bastante móvel, o que permite mover o braço em todas as direcções; esta articulação junto com a do quadril é uma das mais importantes no corpo humano. O osso do braço é o úmero, longo e robusto; o antebraço é formado pelos ossos: rádio e cúbito. O rádio termina no cotovelo com a articulação e o cúbito apresenta (em correspondência com o cotovelo) um saliente que não permite ao antebraço pregar-se quando está distendido em linha recta com o braço. Com os dois ossos do antebraço se articula na sua parte inferior a mão, que é formada por uma série de 13 ossos pequenos: 8 são chamados ossos do carpo, são os que formam o punho; 5 denominados metacarpos e que correspondem à superfície dorso-palmar da mão.
    Os dedos da mão, estão formados pela primeira, segunda e terceira falanges (o polegar tem só dois). Os membros inferiores estão unidos ao osso sacro por meio de um sistema de ossos que são denominados cintura pélvica ou pélvis, que é formada pela fusão de três ossos: íleo, ísquio e púbis. Com a pélvis se articula o fémur, osso do quadril que é o mais longo e mais robusto de todo o corpo. Na sua parte inferior o fémur se une à tíbia e ao perónio, que são os dois ossos da perna. Esta união tem lugar na articulação do joelho, do qual faz parte a rótula e os meniscos (dois discos cartilaginosos cuja rotura é muito frequente em alguns esportistas). Interpostos entre os côndilos femurais, a tíbia e o perónio. Por último, aos ossos da perna se articulam com os do pé: o calcâneo, o astrágalo, os ossos metatarsos, os dos dedos que têm três falanges, excepto o primeiro que tem duas.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

terça-feira, 20 de setembro de 2011

A Indisciplina...continua!


A Conversa entre os alunos pode ser uma forma de indisciplina. Os alunos falam e continuam a falar, mesmo depois da professor os chamar à atenção.
        Porquê a necessidade de conversar nas aulas ?
· Para relatar assuntos exteriores à sala de aula.
· Para mostrar que faz parte do grupo/turma.
· Para mostrar oposição à autoridade do professor.
· Para esclarecer ou compreender o que o professor acabou de dizer.
· Para mostrar o seu descontentamento com a disciplina e/ou a professora... Etc 
Como prevenir comportamentos indesejáveis numa aula?
A professora utiliza estratégias mais ou menos adequadas de modo a prevenir comportamentos indesejáveis. Define as regras comportamentais, de um modo explicito ou não, entre os alunos e entre si e eles, principalmente se a turma se mostra muito indisciplinada. Regras estas que vão sendo reforçadas ou tornam-se flexíveis ao longo do ano, paralelamente a uma pioria ou uma melhoria das atitudes dos alunos.
        A professora é uma líder. Para os alunos, a professora é a imagem de um ideal (positivo ou negativo), queira-se ou não.
        Um objectivo da professora é favorecer um determinado modelo de conduta. Favorecer o desenvolvimento de comportamentos e uma forma de estar na vida para o aluno.
        A professora assume no início algumas atitudes, que ao longo do ano se tornam mais ou menos flexíveis:

- impedir ou limitar as saídas durante a aula;
- não permitir que se levantem do lugar sem que peçam autorização;
- não permitir que troquem materiais sem que peçam autorização;
- dispor os alunos em lugares fixos de modo a favorecer a cooperação e a concentração;
- quando um aluno ou a professora fala os outros escutam;
- não confundir a simpatia com o "porreirismo da silva".
        Se a professora assumir uma atitude disponível mas realista, dando confiança aos alunos mas sem perder a situação e sem se mostrar inutilmente permissivo, é possível que consiga evitar alguns conflitos.

sábado, 17 de setembro de 2011

Projeto Pedagógico - "Vezes Sem Conta"

Apesar de já ter sido no final do Ano Letivo e como participámos com muito empenho aqui vai um registo do nosso trabalho... Foi pena nunca sabermos o que é que ganhámos?! 

Sim porque a nossa música foi uma das selecionadas!!!

Eu gostei muito e vocês estiveram maravilhosos!!! Parabéns! E um agradecimento especial ao avô e pai da Constança que nos ajudaram e estiveram sempre do nosso lado... É bom ter este envolvimento com a família. Um grande bem haja!



E para quem não adquiriu o CD aqui vai um cheirinho... 

Nota: Se houve algum Pai que tenha gravado a atuação dos nossos meninos e se me quiser facultar eu posso depois colocar aqui para que todos possam ver?!

Manuais Escolares Gratuitos


Como tem acontecido nos anos lectivos anteriores, a Câmara Municipal de Sintra ofereceu aos educandos os respectivos manuais escolares.
Nós tivemos a sorte de receber os manuais na escola, pela própria mão do Dr. Marco Almeida, no dia 13 de Setembro.



Parabéns meninos para além de serem uns sortudos, portaram-se muito bem!

Como explicar de uma forma simples o que é o Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção ( PHDA) a uma criança?

Porque não somos todos iguais e para que nos possamos ajudar uns aos outros, vejam este vídeo com atenção... Vamos tornar a nossa escola, a nossa turma num lugar melhor! Conto convosco, sim?!


quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Era uma vez...


“E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para adultos?
Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?” 
José Saramago




Foto: livros


Pesquisas mostram que quanto mais cedo se começa ler maiores são chances de se tornar um leitor assíduo...




Dicas de livros para cada idade
Entre um ano e meio e três anos - Nas crianças menores,entre os brinquedos livros de papelão, plástico ou pano, contendo gravuras que permitirão a criança explorar o ambiente pelo tato e nomear os objetos.

Até os 3 anos - O enredo deve ser curto, contendo humor e mistério, com repetição dos elementos para a manutenção de sua atenção.As crianças assimila melhor enredos com crianças, bichinhos, brinquedos ou animais com características humanas, ou seja, que falam e têm sentimentos.

Dos 3 aos 6 anos - As histórias devem abusar da fantasia com reviravoltas no enredo e também de crianças ou animais como personagens. Os contos de fada são imbatíveis.

Aos 7 anos -  Leia aventuras em ambientes conhecidos, como a escola, o bairro, a família. As fábulas continuam em alta.Revistas em quadrinhos.

Aos 8 anos- as fantasias mais elaboradas (Mágico de Oz, Alice no País das Maravilhas, Harry Potter) são ideais.

A partir dos 9 anos - Histórias de explorações, viagens, as invenções, os enredos humorísticos prendem a atenção, assim como os contos de mitos e lendas.


 A criança que lê e tem contato com a literatura desde cedo, principalmente se for com o acompanhamento dos pais, é beneficiada em diversos sentidos: ela aprende melhor, pronuncia melhor as palavras e se comunica melhor de forma geral. 
A leitura frequente ajuda a criar familiaridade com o mundo da escrita. A proximidade com o mundo da escrita, por sua vez, facilita a alfabetização e ajuda em todas as disciplinas, já que o principal suporte para o aprendizado na escola é o livro didático. Ler também é importante porque ajuda a fixar a grafia correta das palavras. 

Então, o que estão esperando? Estimulem os seus filhos a embarcarem na aventura que só o bom leitor conhece.

Início de ano letivo atribulado!!!!



Hoje fiquei em casa -  João Maria doente! Febre (que está teimosa...não há meio de largar) e vómitos e agora algumas ranhocas são os sintomas...! Mas é bom eu estar em casa para lhe dar todos os miminhos solicitados! Como dizem que mimo de mãe é um bom remédio, logo, logo estará curado...Espero que sim (por ele, que é uma criança cheia de energia, e por vocês, que estou ansiosa para começarmos a trabalhar...)! Nós Mães estranhamos e angustiamo-nos com a sua fragilidade e quietude! Nós professoras também queremos sempre o melhor para os nossos alunos e é por me preocupar convosco que quero o melhor para todos... 
Até já!

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Obras para estudarmos este Ano Letivo


agrupamento de escolas alfredo da silva

             Eb Fernando Formigal de Morais


Livros a Adquirir

1 -        Dicionário de Língua Portuguesa

2 -     Escreve o teu livro
Editor: EdiCare ( trabalhado ao longo do ano letivo)

3 -    Provas de aferição 4º ano
Língua Portuguesa e Matemática
Areal Editores ( trabalhado ao longo do ano letivo)

4 -        Os Quatro Comandantes da Cama Voadora
David Machado (texto)
Margarida Botelho (ilustração)
Editorial Presença (editora) ( trabalhado no 1º Período)

5 -        Um Dragão Na Banheira
Tiago Salgueiro
José Manuel Pinto Saraiva
Editora/ GAILIVRO ( trabalhado no 2º Período)




Nota: Todos estes livros deverão ser impreterivelmente adquiridos pelo aluno.




domingo, 11 de setembro de 2011

Plano Nacional de Leitura


O Plano Nacional de Leitura é uma iniciativa do Governo da responsabilidade do Ministério da 
Educação, em articulação com o Ministério da Cultura e o Gabinete do Ministro dos Assuntos 
Parlamentares. Constitui uma resposta institucional à preocupação pelos níveis de literacia da população em geral e em particular dos jovens, significativamente inferiores à média europeia.

Objectivos do Plano Nacional de Leitura
•    Promover a leitura, assumindo-a como factor de desenvolvimento individual e de 
progresso colectivo 
•  Criar um ambiente social favorável à leitura 
•  Inventariar e valorizar práticas pedagógicas e outras actividades que estimulem o prazer 
de ler entre crianças, jovens e adultos 
•    Criar instrumentos que permitam definir metas cada vez mais precisas para o 
desenvolvimento da leitura 
•  Enriquecer as competências dos actores sociais, desenvolvendo a acção de professores 
e de mediadores de leitura, formais e informais 
•   Consolidar e ampliar o papel da Rede de Bibliotecas Públicas e da Rede de Bibliotecas 
Escolares no desenvolvimento de hábitos de leitura 
•   Atingir resultados gradualmente mais favoráveis em estudos nacionais e internacionais 
de avaliação de literacia.

Lista de Material


EB Fernando Formigal de Morais

Lista de Material para o 4º Ano
Professora: Mafalda Cardoso

-       Dossier tamanho A4 de 2 furos (lombada larga)
-       2 Cadernos A4 de folhas pautadas (Capa Preta)
-       2 Cadernos A5 de folhas pautadas (Capa Preta)
-       2 Capas de plástio A4  e 2 A5 de proteção do caderno
-       Um conjunto de seis separadores de cartolina
-       Um conjunto A4 de folhas pautadas e quadriculadas para dossier
-       Um conjunto de micas
-       1 Régua de 30 cm
-       3Tubos de cola em stick
-       1 Tesoura de bicos redondos metálica
-       Lápis de cor e cera
-       Canetas de feltro
-       2 Lápis de Carvão HB nº2
-       2 Esferográficas azul + coloridas à escolha
-       1 Borracha branca macia
-       1 Afia com depósito
-       2 Resmas de papel de fotocópia A4
-       1 Compasso
-       Etiquetas redondas para recuperar os furos das folhas para o dossier
-       1 Bloco de papel cavalinho A3
-       2 folhas grandes de cartolinas com cores fortes
-       1 bloco de cartolinas de várias cores
-       1 capa A4  e outra A3 com elásticos de lombada fina
-       1 caixa de aguarelas

Nota: Todo o material deverá vir identificado com o nome do(a) aluno(a) e sempre que necessário deverá ser substituído.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Regresso à ESCOLA!



Desejo a todos os meninos e meninas um bom regresso à escola, que tenham um excelente ano lectivo. 


Como é bom voltar à escola! É maravilhoso este reencontro com os nossos amigos, professores e os simpáticos funcionários.
 Neste novo ano escolar, recebemos novos alunos na nossa escola...
Todos nos sentimos felizes, ansiosos e animados.
É fantástico abrirmos os livros do quarto ano e utilizar o novo material escolar. Que bom é sentir o cheiro a novo!
Sem esquecermos as regras do comportamento, toca a arranjar  vontade de trabalhar.
Nós, amigos uns dos outros, gostamos de conviver neste recinto escolar.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

O Regresso às Aulas!!!

O Verão está quase a terminar e os compridos meses de férias das crianças estão a chegar ao fim. Actividades divertidas, séries televisivas, jogos na Playstation, idas à praia e passeios marcam o Verão dos mais novos. Os hipermercados já assinalam o regresso às aulas, cheios de novos e coloridos cadernos, mochilas e canetas. Caminhamos a passos largos para o início do ano escolar. Se para a criança o fim das férias marca uma mudança importante no seu dia-a-dia, para a família esta mudança de rotina também pode ser difícil. Para que o seu filho entre no novo ano lectivo com motivação para ter bons resultados existem algumas estratratégias que pode ir colocando em prática ainda durante as férias. 
Gostar da escola 
O regresso à escola está muitas vezes associado à ansiedade, gerando muitas vezes sofrimento desnecessário à criança. Surge o medo de ter más notas, o medo de não ter amigos, o desinteresse pelos estudos, a dificuldade em separar-se dos pais. Quando se trata de uma mudança de escola, juntam-se a estes medos o medo de não gostar da escola, de não saber o caminho, de não gostar da comida…Para o ajudar a controlar esta ansiedade, fale sobre os aspectos positivos da escola: “vais aprender coisas novas”, “voltar a ver os colegas”, “ter novos amigos”, “ir a passeios”, “fazer actividades interessantes”. Quando a escola é nova para criança, procure saber se o seu filho terá como colega algum amigo ou vizinho. Durante as férias faça o caminho com ele várias vezes e leve-o a conhecer a escola antes do início do ano lectivo. 
Acordar 
Faltam duas semanas para o início do ano lectivo. Para que o seu filho não sinta uma mudança muito brusca na rotina dos horários, aproveite estas duas semanas e comece a acordá-lo gradualmente cada vez mais cedo. Ofereça-lhe um despertador (existem no mercado soluções interessantes para crianças). A utilização do despertador não substitui os momentos iniciais da manhã, com a mãe ou o pai a acordarem a criança com um beijo e serve apenas para aumentar a sua autonomia. A criança pode acordar com o despertador e estar com os pais logo a seguir. 
Organização no dia anterior 
A escolha da roupa e a mochila devem ser feitas sempre no dia anterior à noite. Desta forma evitará pressas desnecessárias, stress de manhã e faltas de material na escola. 
Organização de tempo
Mostre ao seu filho que há tempo para tudo, desde que exista organização. Pode fazer em conjunto com ele um plano diário, que devem afixar no quarto dele. Este plano inclui o horário das aulas, assim como o tempo destinado ao ATL ou explicações, actividades desportivas, fazer o TPC, ver televisão, jogar no computador e outras actividades de lazer. 
Pequeno-almoço 
Para que o seu filho se mantenha saudável e para que sejam garantidos bons níveis de concentração na sala de aula o pequeno-almoço é fundamental. O seu filho não deve sair de casa antes de tomar calmamente um pequeno-almoço equilibrado. Se acha que nunca tem tempo, antecipe alguns minutos a hora do despertador. Encontre neste artigo algumas sugestões saudáveis para que o seu filho possa fazer um pequeno-almoço mais variado. 
Mostrar interesse pela escola 
Muitas crianças sentem que os pais não se preocupam com o seu percurso escolar, pois não mostram interesse em saber o que se passa na escola. Faltar a reuniões, esquecer de perguntar se há dúvidas nos TPC, não ler atentamente os testes e ignorar o que está escrito na caderneta do aluno são atitudes que podem ter sérias consequências. Também é importante referir que estas não são actividades destinadas apenas ao encarregado de educação, mas sim à mãe e ao pai da criança. 
Locais diferentes para actividades diferentes 
As crianças precisam de rotinas e por isso é muito importante que os locais destinados às diferentes actividades sejam fixos e adequados. Para estudar, o local deve ser sossegado, com boa luz e sem coisas por perto que possam distrair a criança (brinquedos, por exemplo). Para jantar, o local deve ter condições para que toda a família se possa reunir e conversar, sem que a televisão esteja ligada. 
Evitar exageros 
Hoje em dia as crianças parecem adultos, com agendas preenchidas e quase sem tempo para descansar. É verdade que o desporto é fundamental, mas será que é assim tão importante manter a criança na natação, no judo e no futebol? Será que vale a pena manter o ATL, as explicações e as actividades da matemática? Faça uma escolha cuidadosa com o seu filho e lembre-se que as crianças têm tendência para escolher muitas actividades e também para desistir logo a seguir. É preferível que optem por um número reduzido de actividades, mas que a criança as mantenha até ao final do ano lectivo. 
 Sónia Pereira (Psicóloga)

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Formas de Relevo - resumo da aula

O Que é Relevo?

Relevo pode ser definido como "o conjunto das formas da crosta terrestre", desde as profundezas do oceano até o topo das montanhas, existem vários tipos de relevo, dentre os quais, podemos citar:

Planície: área que quase não apresenta variação de altitude, como por exemplo os desertos e pântanos.

Planalto: constituida por uma superfecície elevada (maiores que 300 metros) que apresente pouca variação em seu nivelamento.

Montanha ou Monte: destaca-se por ser uma elevação altíssima em relação às demais áreas, as montanhas resultam de desdobramentos ocorridos no período Terciário.

Cordilheira: é um conjunto de montanhas

Vale: é típicamente a área de baixa altitude que se situa entre montanhas.

Morro ou colina: também destaca-se por ser uma elevação alta em relação as demais áreas, no entanto, não tão alto quanto as montanhas possuí tambem uma inclinação mais suave.

Escarpa: área onde se observa uma diferença bruta de altitude marcada por uma "parede rochosa"

Serra: terreno acidentado composto por escarpas assimétricas e de diferentes inclinações

Vulcão: estrutura geológica que resulta do escape do magma para a superfície.


Estes são alguns exemplos dos relevos mais característicos, retomaremos no decorrer das aulas a falar de alguns deles ...